sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Dar uso ao que é tradicional

 

Tenho inveja das pessoas que têm , ou conseguem fazer, uma caligrafia para lá de espectacular e escrevem os melhores e mais queridos postais de Natal. É uma inveja saudável, e apesar de não desgostar da minha , há pessoas que conseguem sempre me surpreender.
É isso, e a inveja pelas palavras certas. Nunca as encontro, sou simplesmente uma básica. Gostava de ter o dom da palavra, mas quanto mais tento, mais disparates escrevo, e para isso, mais vale escrever o que fica sempre bem e usar um postal fofinho.

Paulinha

Pequenas Inspirações


Paulinha

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

A correria desta época


A partir de hoje começam oficialmente os excessos.
Jantares de Natal hoje, amanhã e sábado. Algum alcool, muita comida boa, sobremesas a dobrar. Deitar tarde. Acordar cedo para tentar terminar o trabalho para poder entrar de férias descansada. São 10h da manhã de quinta-feira e sinto que a Sexta ainda está longe.
Começam a entrar as prendas de Natal aqui no trabalho, e claro, como somos bons Portugueses, as ofertas incluem vinhos, chocolates- muitos- compotas, queijos e tudo o que faz mal ao meu querido figado.
Vou precisar de uns dias de detox depois do Natal e antes do Ano Novo.

Paulinha

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Pequenas Inspirações



Paulinha

Já vamos a meio da semana


Digam me que têm as prendas todas para eu me sentir mal! Vá...podem começar!
Hoje é o ultimo dia possível para mim, com tantos jantares e festas não sei como vou safar-me com as 3 prendas que me faltam!

Bem, ao menos estamos a 2 dias das férias!

Paulinha

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Ser Mulher

"Uma mulher deslumbrante
não é aquela que mais
homens tem a seus pés.
Mas sim aquela que tem
apenas um que a faça
realmente feliz.
Uma mulher formosa não
é a mais jovem.
Nem a mais frágil, nem aquela
que tem a pele mais sedosa ou
o cabelo mais chamativo.
É aquela que com apenas
um sorriso franco e aberto
e um bom conselho que pode
alegrar-te a vida.
Uma mulher de valor não
é aquela que tem mais
títulos ou cargos acadêmicos,
E sim aquela que sacrifica
seus sonhos temporariamente
para fazer felizes os demais.
Uma mulher deslumbrante não
é aquela mais ardente e sim
aque vibra ao fazer amor somente
com o homem que ama.
Uma mulher deslumbrante não
é aquela que se sente adulada
e admirada por sua beleza e
elegancia,
E sim aquela mulher firme
de caráter.
Que pode dizer"Não".
E um Homem...
Um homem deslumbrante
é aquele que valoriza uma
mulher assim...
Que se sente orgulhoso de
tê-la como companheira...
Que sabe acaricia-la como
um músico virtuoso toca
seu amado instrumento...
Que luta a seu lado
compartilhando
todas as suas tarefas, desde lavar
pratos e preparar a mesa, até
devolver as massagens e o carinho
que ela te proporcionou antes.
A verdade,
companheiros homens
é que as mulheres com mania de
serem "mandonas"não levam
vantagens...
Que tolos temos sido e somos
quando valorizamos um presente
somente pela vistosidade do pacote.
Tolo e mil vezes tolo o homem que
come sobras na rua, tendo um
deslumbrante manjar em casa!"
Gabriel García Márquez

 

Livrai-nos do mal, Amém!



Este fim de semana estive com um amigo que não via há algum tempo. Conversa pra lá e pra cá quando de repente ele esbugalha os olhos e me diz “Tenho de te contar uma coisa!” Lá vinha conquisse.
Eu já sabia o que ele me ia contar. O Mundo é tão pequeno…

Pelos vistos a rapariga com quem o meu ex andou depois de mim é amiga pessoal do meu amigo e da sua namorada. Ela sabe quem eu sou (eu tb sempre soube quem ela era) e sabendo que eu era amiga deles não se aguentou a contar lhes a sua história.
Eu, uma cusca assumida, queria ouvir tudo.

Então parece que a rapariga continua em desgostos amorosos. Basicamente aquele anormal, depois de acabar comigo andou com ela uns tempos, fez lhe juras de amor – daquelas em que a moça pensou que era para toda a vida pois ele já tinha idade para algo estável e de futuro - e depois, passado uns meses , abandonou-a, saiu de casa dela sem dizer nada, simplesmente porque não estava bem com ele próprio. Deve ser um problema de idade, os 40 não fazem bem a toda a gente. Nunca mais lhe ligou.

Soltei uma gargalhada e depois fiquei com pena da rapariga. Nada que eu não estivesse à espera. Sei muito bem do que ele era capaz. Um "homem" manipulador. Credo.

Não senti nada enquanto ele me contava estas coisas, a não ser alivio por me ter livrado daquele espécie. Senti pena pela moça. Passaram uns 2 anos e ela ainda chora por ele. Há mulheres mesmo burrinhas.

O dito cujo agora casou com a rapariga que namorou 3 meses depois de a largar para ficar 10 anos comigo.  A rapariga anda desolado.
Eu acho que a noiva não sabe onde se meteu.

Adoro novelas mexicanas daquelas em que assisto alegremente de fora.

Paulinha

Ansiosos como eu?


Estamos na recta final para mais um final de um ano intenso e nada melhor que umas boas férias antes de entrar em 2015.
O Natal este ano calha nos melhores dias, por aqui, para semana é férias!!! Vai saber bem...muito bem mesmo!

Paulinha

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Gajas com "falta de sexo"


Sabem aquelas situações em que vos salta a tampa mas não podem fazer nada porque simplesmente não dá?! Fico a ferver!

Ontem estava com uma amiga no carro quando aconteceu a situação mais estupida do mundo.
Ando com a carrinha do L. , e como é grande como tudo, a dar a volta em certas ruas apertadas, é normal que não veja muito bem o que vem do outro lado antes de meter a frente toda. Existe uma rua de dois sentidos , apertada como tudo e que ainda por cima tem carros estacionados dos dois lados, pertod de minha casa onde tenho de fazer uma manobra anormal para conseguir ir por ela. Quando meti a carrinha vinh um carro devagar de frente que decidiu acelarar mal me viu e meter se à minha frente. Tinha de ser uma gaja. Não era uma mulher normal, era uma típica gaja com falta de peso e com umas trombas daqui á china.
Eu tinha carros de um lado e outro e ela tinha um espaço para dois carros do lado dela. Foi incapaz de se enfiar lá paar eu passar e pior de tudo, qd lhe fiz sinal pra ir para tras que eu metia la o carro para ela passar a gaja desligou o carro e disse que não saía dali. Ai a Puta! Enervei me de tal maneira que me deu vontade de sair do carro e lhe dar duas chapadas na cara.

Conclusão, tive de fazer marcha atrás, eu e mais 2 carros, só porque a gaja fez birra. A sorte dela foi que passou a acelerar por mim, se não tinha ouvido das boas.

Paulinha